Categoria: Como se preparar, Cursos

Os 10 passos para ser aprovado no concurso da Polícia Civil MG

comentários Compartilhe:

3

Quais os passos necessários para ser aprovado no concurso para a Polícia Civil de Minas Gerais? Essa é uma pergunta crucial, em especial porque o número de vagas elevado – mil vagas – tende a favorecer não só os candidatos bem preparados como também como também os candidatos que não estão muito no ritmo mas pretendem se dedicar seriamente de hoje até o dia da prova.

É uma bela de uma oportunidade!

Mas antes faço um adendo. O atual edital não apresenta as disciplinas Direito Penal e Processo Penal, tal como abordei na semana passada:

Conteúdo programático do Edital para Investigador da Polícia Civil/MG NÃO exige Direito Penal!!

Muito  provavelmente isso será corrigido nos próximos dias, pois não faz o menor sentido um concurso para a polícia que não aborde o Direito Penal.

Vamos conferir, um a um, os passos para uma boa preparação:

1 – Seja legalista ao extremo

O que prevalece, em regra, para os concursos das carreiras policiais, em especial os de agente? A lei,a  doutrina ou a jurisprudência?

Priorizem sempre, ao extremo, a lei. É ela que costuma fundamentar as respostas, e os candidatos precisam desde já ter isso em mente.

2 – Decore a letra da lei

Como decorrência do primeiro passo, dominar a letra da lei é uma etapa FUNDAMENTAL para os candidatos. Não só em razão do sentido da norma como, evidentemente, da possibilidade de “peguinhas” e cascas de banana serem plantadas na prova.

Decorar, ou usar uma técnica mnemônica não é exatamente a melhor metodologia de estudo, mas para este concurso é o caminho mais adequado

3 – Siga sempre o posicionamento dominante dos tribunais superiores

No caso de uma tese ser apresentada, qual o melhor posicionamento jurisprudencial a ser usado? O dominante ou o minoritário?

Não raro os candidatos recorrem de uma questão por terem escolhido um julgado que não apresenta a tese dominante. Estariam corretos, em certa medida, mas o que importa para a banca é o posicionamento dominante. E ela, a banca, pode sim adotar uma tese dentre várias, e ela o faz, em regra, com as interpretações dominantes.

4 – Em temas doutrinários opte pela doutrina clássica consolidada

Quem são os doutrinadores e as teses mais tradicionais? São eles que devem ser seguidos! Teorias exóticas, modernas ou heterodoxas são boas para serem discutidas na academia, mas não em uma prova. Busquem sempre o respaldo nas teses já sedimentadas.

Observação: perceberam que até aqui a abordagem é nitidamente conservadora? Posicionamentos consolidados, jurisprudência majoritária e letra da lei. Este é o caminho!

5  - Treine, treine e treine e quando achar que treinou o bastante continue treinando as questões das provas anteriores

Não existe nenhum método de estudo apto a propiciar um resultado efetivo se ele não abarcar, de forma contínua, a resolução de exercícios. Muitos exercícios!

Mais exercícios do que a vã filosofia costuma abarcar.

Aqui um ponto importante: NUNCA um candidato está suficientemente preparado! Essa é a premissa! Logo, nunca ele está no ponto: sempre tem de estudar mais e sempre precisa resolver mais questões. Depois de aprovado ele para; antes, não.

6 – Associe sua preparação intelectual com a preparação para o TAF

O teste de aptidão física ELIMINA o candidato. Trabalhem o cérebro e trabalhem também o corpo, de preferência de forma concomitante.

Neglicenciar a preparação física ou deixá-la para depois pode representar um desastre no futuro.

7 – Fique atento a toda e qualquer inovação recente da legislação

A banca do concurso vai, com quase toda a certeza, perguntar sobre as mudanças mais recentes nas leis, exatamente para pegar candidatos menos atentos ou que estudaram com material ultrapassado, tomando deles, na hora da verdade, pontos preciosos.

Faça um levantamento das inovações e dê uma especial importância a elas.

8 – Esteja contextualizado

Minas Gerais não é Pernambuco, não é o Acre e não é o Paraná. Busque sempre se informar sobre as ações políticas-policiais do Estado onde você irá prestar o concurso, pois muitas vezes as questões são contextualizadas em relação a essas políticas.

Informe-se sobre o atual panorama em torno da segurança pública em Minas Gerais e trabalhe com a hipótese de que as questões envolverão os temas mais recentes e palpitantes daquele Estado.

9 – Mantenha uma regularidade em relação as disciplinas a serem estudadas, procurando estudar de forma uniforme

Não cometa o erro de priorizar uma disciplina em detrimento de outra. Existe todo um conteúdo programático e, certamente, os futuros aprovados serão aqueles que forem bem de uma forma homogênea em toda a prova. Tudo é importante e tudo precisa ser visto.

Intercalem os os estudos, transitem os estudos de uma disciplina por outra, dando prioridade para conteúdos distintos e esgotem todo o conteúdo programático.

10 – Estude pelo CERS

Existem, evidentemente, muitos bons cursos preparatórios para este e outros concursos.

Que for fazer o concurso certamente irá buscar um curso, pois inevitavelmente é compelido pela concorrência. Afinal, os cursos dão balizas que a mera leitura dos livros não proporcionam.

Os professores de cursinhos são especialistas nisso mesmo: nos detalhes para a preparação.

E por que estudar pelo CERS? Qual o diferencial?

O diferencial está, exatamente, no nível de detalhamento e de percepção do que ocorre no mercado dos concursos. Esse é o raciocínio por detrás da escolha dos professores: eles não são escolhidos de forma aleatória e sim porque são os especialistas em um determinado tipo de preparação.

No caso, os concursos para as carreiras policiais.

692X60

CURSO PARA O CONCURSO DE INVESTIGADOR DA POLÍCIA CIVIL DE MINAS GERAIS 2014

Este é um curso especial, completo, de teoria e resolução de questões da FUMARC, banca escolhida para condução deste certame. Serão 76 horas de aula onde os professores abordam a teoria e partem para a resolução de questões.

Isso oferece uma consistente visão do universo deste concurso e uma preparação de alta qualidade.

Existem, como eu disse, muitos bons cursos no mercado, mas um curso com o diferencial necessário para colocar o candidato em vantagem sobre os demais, aí sim você encontra aqui.

Reflita e faça a melhor escolha.

comentários Compartilhe:

Posts Relacionados