Categoria: Concursos no horizonte

Concursos públicos federais deverão oferecer mais de 30 mil vagas este ano

comentários Compartilhe:

concurso

Muitas dúvidas pairam no ar acerca da quantidade de concursos que deverão ser realizados no decorrer de 2015. Concurseiros aguardam ansiosos a autorização de diversos concursos que desde o ano passado estão em tramitação, alguns, há mais tempo ainda.

Vários órgãos estão aguardando o sinal verde para iniciar os preparativos para abertura de novos concursos públicos, no entanto, dependem ainda da votação da Lei Orçamentária Anual (LOA), que deveria ter sido votada em dezembro de 2014, está marcada para ocorrer previsivelmente no próximo dia 24 de fevereiro.

A expectativa é que após a votação da LOA, sejam ofertadas aproximadamente 30 mil vagas através de concursos públicos para órgãos federais. Apesar das medidas econômicas implementadas pelo governo visando corte de gastos, especialistas afirmam que dificilmente haverá vetos em concursos públicos por se tratar de manutenção indispensável para funcionamento dos estado.

O que poderá ocorrer é uma diminuição no quantitativo de vagas a serem ofertadas ou que alguns concursos demorem mais que o esperado para serem lançados, entretanto, tais medidas não terão impacto significativo nas previsões já realizadas para este ano.

Apesar do quantitativo de vagas ser bastante atraente, a previsão é de uma demanda considerável de candidatos que buscam uma vaga no setor público. Temendo o agravamento da crise econômica, risco eminente para os próximos dois anos, muitos estão buscando investir na carreira pública em razão da segurança financeira que cargos desta natureza oferecem.

Entre os concursos mais aguardados está o da Receita Federal que estima o provimento de 2 mil vagas em seu próximo concurso, com salários que chegam a R$15.339,00. O INSS ofertará um número recorde de vagas no próximo certame. Serão aproximadamente 5 mil vagas para nível médio e superior com salários entre R$4.401 a R$10.057.

Outros órgãos como o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) está aguardando autorização para preencher 800 vagas e a Polícia Rodoviária Federal que pretende ofertar 1.500 vagas, além da Controladoria geral da União (CGU), Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), dentre outros.

Confiram abaixo algumas das oportunidades:

PRF - Ainda em fase de análise na Secretaria de Gestão Pública do Ministério do Planejamento o pedido de autorização de concurso da Polícia Rodoviária Federal (PRF) para 1.500 vagas de policial (nível superior). A solicitação foi cadastrada no último 30 de maio e está desde o dia 4 de junho no Departamento de Modelos Organizacionais e Força de Trabalho da secretaria. O certamet deverá ocorrer somente no ano de 2015. Para ingressar na carreira, o candidato deverá possuir, dentre outros requisitos, ensino superior completo em qualquer área e a carteira de habilitação na categoria B ou superior. Atualmente, a remuneração do cargo para início de carreira é de R$6.791,25 mensais, já incluindo o auxílio-alimentação no valor de R$373.

INSS - O novo concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) será destinado ao preenchimento de 1.500 vagas de técnico. A previsão é que o concurso seja autorizado ainda este mês conforme informado pelo Ministério do Planejamento. A solicitação é para o provimento de 3.080 vagas, sendo 2 mil para técnico e 1.080 para perito médico.

Autorização do concurso para o INSS poderá sair a qualquer momento!

INSS solicita número maior de vagas para novo concurso. Serão 4.730 oportunidades!

MTE - O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) solicitou 800 vagas ao Ministério do Planejamento. O ministro do Trabalho, Manoel Dias, informou que tem a intenção de fazer a seleção no início de 2015. Para concorrer ao cargo é necessário possuir graduação em qualquer área, com diploma expedido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação. A remuneração do cargo é de R$14.965 e a jornada de trabalho é de 40 horas semanais.

Levantamento aponta defasagem do quadro de auditores fiscais do trabalho

Esta é uma excelente notícia para quem almeja ingressar na carreira pública, pois a oferta de vagas será bastante significativa. No entanto, o candidato deve ter em mente que concursos desta natureza são muito concorridos e exigem muito esforço e dedicação.

Concorrência cada vez mais acirrada somada à procrastinação e falta de planejamento do candidato são fatores determinantes que culminam em uma provável reprovação. Por esta razão, aquele que estiver mais preparado, dedicar-se com afinco e seriedade aos estudos, certamente terá maiores chances de galgar rumo ao sucesso.

Com informações do Valor Econômico

comentários Compartilhe:

Posts Relacionados