Categoria: Concursos no horizonte

Concursos no horizonte: Governo publica decreto autorizando mais de 10 mil novos cargos efetivos

comentários Compartilhe:

23

O atual governo já havia anunciado uma série de medidas para conter os gastos na tentativa de controlar a atual situação econômica do país que, como todos sabem, não anda bem das pernas. Uma dessas medidas foi anunciada ontem pelo atual ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira. Ele informou o corte de 4.307 cargos e funções da administração púbica federal nos próximos trinta dias.

A boa notícia é que parte desses cargos serão substituídos por servidores concursados. Isso significa que uma série de concursos públicos poderão ser abertos nos próximos meses. Após a notícia anunciada ano passado pelo governo anterior que haveriam poucos concursos, com essa transição de governo os concurseiros voltam a ter ânimo para encarar os estudos.

De acordo com o ministro, do total de cargos e funções que serão extintos, estão incluídos 881 cargos comissionados do grupo Direção e Assessoramento Superiores (DAS), mais 2.503 do mesmo grupo a serem recolhidos, os quais serão posteriormente eliminados pelo Ministério do Planejamento. Ainda serão extintas 823 funções gratificadas e outras 100 gratificações.

Oliveira acrescentou que essas medidas fazem parte das promessas feitas pelo presidente interino, Michel Temer, ao assumir o cargo. O objetivo, segundo ele, serão voltadas para uma melhor organização da administração pública, redução de cargos desnecessários e melhor qualificação dos servidores para que a administração pública se torne mais eficiente.

Os ministérios com maior redução de cargos serão os que resultaram em fusão de pastas como Transportes que absorveu as secretarias de Portos e de Aviação Civil, Ministério das Comunicações que fundiu com Ciência e Tecnologia e o da Justiça que incorporou do Ministério da Área Social.

O ministro informou ainda que 10.462 cargos comissionados que integram o DAS serão convertidos em funções para preenchimento exclusivo de servidores concursados. “Nossa intenção é que haja o máximo possível de servidores qualificados, treinados”, esclareceu, Oliveira.

Com informações do CorreioWeb

comentários Compartilhe:

Posts Relacionados